terça-feira, 22 de março de 2011

Imagens para pensar rizomas - 2ª Parte





Os autores mencionam certas características aproximativas do rizoma: "1º e 2º - Princípios de conexão e heterogeneidade: qualquer ponto do rizoma pode ser conectado a qualquer outro e deve sê-lo (...); 3º - Princípio de multiplicidade: é somente quando o múltiplo é efetivamente tratado como substantivo, multiplicidade, que ele não tem mais nenhuma relação com o uno como sujeito ou como objeto, como realidade natural ou espiritual, como imagem e mundo. (...) Uma multiplicidade não tem nem sujeito nem objeto, mas somente determinações, grandezas, dimensões que não podem crescer sem que mude de natureza (...); 4º - Princípio de ruptura a-significante . Um rizoma pode ser rompido, quebrado em um lugar qualquer, e também retoma segundo uma ou outra de suas linhas e segundo outras linhas. É impossível exterminar as formigas por que elas formam um rizoma animal do qual a maior parte pode ser destruída sem que ele deixe de se construir. Todo rizoma compreende linhas de segmentaridade segundo às quais ele é estratificado, territorializado, organizado, significado, atribuído, etc.; mas compreende linhas de desterritorialização pelas quais ele foge sem parar. Há ruptura no rizoma cada vez que linhas segmentares explodem numa linha de fuga, mas a linha de fuga faz parte do rizoma (...). 5º e 6º - Princípio de Cartografia e Decalcomania: um rizoma não pode ser justificado por nenhum modelo estrutural ou gerativo. Ele é estranho a qualquer idéia de eixo genético ou de estrutura profunda. (...) Diferente é o rizoma, mapa e não decalque. Fazer o mapa, não o decalque. (...) Se o mapa se opõe ao decalque é por estar inteiramente voltado para uma experimentação ancorada no real. (...) O mapa é aberto, é conectável em todas as suas dimensões, desmontável, reversível, suscetível de receber modificações constantemente. (...) Um mapa é uma questão de performance, enquanto que o decalque remete sempre a uma presumida 'competência'".

Deleuze e Guattari - Mil Platôs (Vol. 1)             

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...